quarta-feira, 9 de julho de 2008

Ajudar a aprender

Poderia bem ser um campanha de voluntariado, para a qual muitos de nós já contribuímos,  com inúmeros fins-de-semana, e/ou muito material escolar.

Mas não, desta vez é um "Regresso às Aulas"... Comecei hoje as minhas aulas de inglês e também as de chinês.

Às 8:30 puseram-me numa sala com 7 putos de 12 anos e uma chinesa que serviria de interprete. Como ontem tinha sido impossível aparecer na reunião preparatória, tivemos apenas 10 minutos para prepararmos os 45 minutos seguintes. Aqueles em que era suposto ensinarmos qualquer coisa às criancinhas. 

Como as aulas eram diferentes, também os livros eram diferente, e eu escolhi um, o Rahul escolheu outro, de forma aleatória. Findos os 10 minutos, quando nos vamos separar e entrar cada um para sua sala, trocam-nos os livros, afinal aquilo tinha uma ordem. Ou seja, 10 minutos perdidos e zero de preparação, porque tal como vim a constatar os livros e as temáticas são completamente diferentes.
 
Comecei com coisas simples como " What is your name?", "How old are you?" e depois fui prosseguindo na lição. Com a ajuda da cassete e da "assistente" que por incrível que pareça, tem um inglês fantástico, nada comparável ao das outras criaturas, penso que correu bem.  

Os 45 minuto passaram rápido, estava na hora de ir para a empresa, afinal é para isso que me pagam. Quer dizer, que me pagam a sério....

No final da tarde, depois de 30 minutos de atraso do Rahul, lá chegámos novamente à escola para receber as nossas aulas de chinês. 
Acho que correu bem, pelo menos estava à espera de pior. Começámos pelas conversas de apresentação/socialização, sempre em Pinyin, porque os caracteres é algo muito à frente. Talvez um dia....

Aproveito para comunicar que enquanto estive à espera do Rahul, mesmo perto de minha casa descobri uma garrafeira, com vinhos portugueses e cognac francês. Obviamente não pude deixar de ir às compras.

Esta casa começa a ganhar alma...

6 comentários:

Anónimo disse...

Quem te viu e quem te vê... a dar aulas a miúdos! Vais longe, meu caro, vais longe.

Eu avisei que seria difícil conviver com umas quantas coisas. Ao pé dos chineses, o comportamento dos nativos de oliveira de Azeméis em jantares de gala é de lordes ingleses... "Ó fáxavôr, meta aí a trabessa no meio da mesa!"

bj

Sofia

tati disse...

epah essa de te ver a dar aulinhas de inglês é que eu gostava de ver......isso sim :p

zzZZzzz disse...

A parte importante deste post prende-se unicamente com o alcool...
Tenho muita pena mas dar aulas de ingles a chineses não me parece nada emocionante comparado com vinhaça da nossa... Quando ai chegar espero beber um belo verde branco bem fresquinho!!!

Καρινα disse...

Ufff, finalmente consegui-me actualizar com a tua vida! E que vida! Já tens um grupo de amigos que é uma autêntica comunidade internacional, és habitué de um restaurante turco, fazes fins de semana de compras em Shanghai e agora dás aulas de inglês!! Inacreditável! Um verdadeiro Herói =)

Maria disse...

Beijinhos

Isabel e Julio Costa

Maria disse...

Relatas uma odisseia digna de um qualquer Fernão Mendes Pinto.
O Julio pensava que as massagistas fossem super meiguinhas .....
Quando regressares está doutourado em "Economia Doméstica".

Beijinhos

Isabel e Julio Costa